O Cenário Macro e o tapa na cara dos especialistas

 / 11.10.2022

Quando o mercado está todo em alta, todo mundo é um gênio. Quando ele abaixa, apenas aqueles realmente comprometidos, preparados e atentos às oportunidades conseguem agarrá-las.

Fazer previsões em um mundo complexo como o nosso é tarefa para loucos ou charlatões. Mesmo assim, a todo momento, vemos os ditos “especialistas” – algumas vezes merecedores destes títulos, outras vezes eles mesmos se auto proclamam assim – tentando prever o futuro.

A estratégia é simples: fazer centenas de previsões – uma hora eles acertam – ou então mudar as previsões conforme o cenário vai mudando – já que ninguém vai se dar ao trabalho de buscar nos arquivos o que aquele expert já disse no passado.

Vivemos em um mundo complexo demais para que consigamos realmente fazer previsões exatas. Essa é a verdade dura. Outra verdade dura é que nós, como humanos, gostamos de nos sentir confortáveis e não gostamos da ideia de caos. Gostamos de sentir que estamos no controle e que sabemos o que estamos fazendo.

Todo o cenário macro que estamos vivenciando agora, nas mais diferentes facetas – tecnológico, geopolítico, econômico, social – é um tapa na cara daqueles que adoram vomitar verdades e previsões por aí.

Aqui estão apenas algumas das variáveis do momento: eleições presidenciais no Brasil, diminuição do ritmo de crescimento da China, tensões entre China e Estados Unidos, guerra entre Rússia e Ucrânia, crise energética na Europa, diminuição dos investimentos em tecnologia, possível recessão nos Estados Unidos, crash de diversas moedas em relação ao dólar, inflação alta em algumas das maiores economias do mundo… E essas são apenas algumas das variáveis.

Preciso dizer que alguns dos especialistas que sigo alertavam, alguns deles há anos, que algumas dessas coisas poderiam acontecer – guerra entre Rússia e Ucrânia; inflação nas maiores economias do mundo; diminuição massiva dos investimentos em startups e outros. Contudo, o que todos eles têm em comum, primeiramente, é a humildade de reconhecer que essas eram possibilidades e que deveríamos levá-las em conta em nosso planejamento, muito antes de tomá-las como “certezas”.

Estamos vivendo em um dos períodos mais complexos da história da humanidade.

Novamente, quem estiver tentando te vender certezas, por mais confortável que isso possa parecer, ou é louco ou é um charlatão. Digo isso pois já presenciei “empreendedores de palco” tidos como “especialistas em inovação” (sem nunca ter atuado na prática em um único projeto de inovação que seja) palestrando sobre o quão inovador era o modelo de negócio dos patinetes elétricos – moda há alguns anos aqui no Brasil – 3 meses antes de praticamente todas as empresas fecharem suas operações.

Em momentos assim temos também o surgimento de engenheiros de obra pronta. É fácil falar de estratégia ou passar receitas de bolo quando os acontecimentos já passaram ou quando não é a sua pele que está em risco.

Ninguém pode dizer com certeza o que virá. Meu conselho é: afaste-se daqueles cheios de certezas, segure caixa o máximo que conseguir e prepare-se para o pior. Contudo, mantenha também a cabeça e os ouvidos abertos para tentar perceber as ótimas oportunidades que surgem em momentos de crise. Quando o mercado está todo em alta, todo mundo é um gênio. Quando ele abaixa, apenas aqueles realmente comprometidos, preparados e atentos às oportunidades conseguem agarrá-las.

Ver Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Allan Costa
(41) 99878-5055
contato@allancosta.com

Deprecated: Directive 'track_errors' is deprecated in Unknown on line 0