Sua empresa é um produto

 / 13.04.2021

Sua empresa não é apenas o local onde produtos e serviços são criados para os seus clientes. A sua empresa é um produto por si só, que possibilita a criação de coisas novas. Acredite: Essa abordagem é poderosa.

O título deste artigo pode soar presunçoso para algumas pessoas. Para outras, pode soar um pouco esquisito. Empresas, afinal, criam produtos, certo? Por mais estranha que ela possa parecer, esta é uma premissa que acredito mais e mais.

Sua empresa não é apenas o local onde produtos e serviços são criados para os seus clientes. A sua empresa é um produto por si só, que possibilita a criação de coisas novas. Acredite: Essa abordagem é poderosa.

Quando queremos melhorar um produto ou serviço, fazemos isso através do feedback de clientes e da formulação de hipóteses e testes. O mesmo vale para a sua empresa. Ao longo dos anos, boa parte dos negócios muda aquilo que eles fazem. Lançam novos produtos e serviços, abrem novas unidades de negócios e assim por diante. Contudo, boa parte da forma como elas fazem tudo isso permanece a mesma. A maioria das companhias descobre uma forma de trabalhar e se mantém fixas a ela ao longo dos anos – quiçá, décadas.

A partir do momento em que você desenvolve uma visão de que sua empresa é, também, um produto, as coisas começam a mudar. Vamos começar pensando em como um negócio geralmente pensa sobre seus produtos:

  1. Nosso produto é fácil de ser usado pelos nossos clientes?
  2. Como podemos conseguir e reter mais clientes?
  3. Existem bugs a serem corrigidos?
  4. O produto é rápido o suficiente?
  5. Quais novas features podemos adicionar rapidamente? Quais podem demorar?

Obviamente exemplifiquei aqui utilizando perguntas genéricas apenas por questões didáticas. Agora, vamos tentar aplicar esse mesmo padrão de perguntas, mas pensando na sua empresa como um produto:

  1. Nossa empresa é fácil de ser usada pelos nossos colaboradores?
  2. Como podemos conseguir e reter mais talentos?
  3. Existem falhas explícitas em nossa estrutura que precisam ser corrigidas?
  4. Nossa empresa é rápida o suficiente?
  5. Quais novas features podemos adicionar rapidamente? Quais podem demorar?

Sua empresa é como um produto. Ela é, no fim das contas, o produto mais importante da sua organização. Ela deve ser rápida, intuitiva, ter boas features, ter um churn baixo e conseguir atrair novas pessoas a uma taxa saudável.

Não assuma que a forma como sua empresa funciona hoje foi cravada em uma pedra, como boa parte dos negócios faz. Se a sua forma de trabalhar não muda há muito tempo, é hora de acender um sinal vermelho.

Sua empresa é um produto. Ela deve funcionar como um software. Assim como aplicações possuem versões – 1.2; 2.4 e assim por diante – sua empresa também deve ter versões.

Trabalhe na sua empresa tão duro quanto você trabalha nos seus produtos e serviços. Isso fará toda a diferença.

Ver Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Allan Costa
(41) 99878-5055
contato@allancosta.com