Quais lições você vai levar de 2020?

 / 24.11.2020

Após décadas e décadas tentando lutar contra uma verdade inconveniente, aprendi que muito mais importante do que aquilo que nos acontece, é como reagimos aos fatos. Ter essa visão muda tudo.

Estamos quase no último mês de um ano que foi imprevisível e inesperado. Apesar de tudo o que aconteceu, acho interessante encararmos esse ano como uma oportunidade para um novo ciclo. Por isso, é o momento de refletir sobre tudo o que passou e o que está por vir.

Períodos tão atípicos são perfeitos para que possamos ver as coisas por um novo olhar. Trazendo aqui um exemplo da minha própria trajetória, até março, quando a pandemia começou, boa parte das empresas nem ao menos considerava o modelo de palestras online. Há anos tenho esse produto em meu portfólio e, até 2020, foram pouquíssimas as vezes em que companhias, entidades e associações sequer cogitaram esse formato para eventos. Agora, o modelo parece óbvio. E, o mais importante, descobri que ele funciona tão bem.

O mesmo vale para o home office, talvez um dos grandes legados do ano. Por anos, empresas questionaram se trabalhar em casa realmente daria certo. Mas antes que qualquer organização chegasse a uma conclusão, do dia para noite o home office passou de opção a obrigação. E milhares de companhias tiveram que se adaptar à nova realidade.

Acho delicado empresas que querem adotar o home office de forma integral e se desfazer de seus escritórios. Os espaços físicos em que diversos profissionais trabalham juntos servem para a construção de culturas fortes. Então, eu diria que a busca pelo equilíbrio deve pautar as decisões daqui para frente.

Creio que nesse último mês do ano devemos pensar quais lições conseguimos tirar de 2020. Pelas minhas percepções, esse ano me trouxe muito mais tempo com a família e mais objetividade para resolução de problemas. E para você?

Após décadas e décadas tentando lutar contra uma verdade inconveniente, aprendi que muito mais importante do que aquilo que nos acontece, é como reagimos aos fatos. Ter essa visão muda tudo.

Perceba: 2020 não pode ser visto apenas como um ano diferente. Todas as mudanças que aconteceram devem servir de reflexão para as nossas ações para os próximos anos.

Trago um exemplo do mercado financeiro.

É comum que as pessoas que vivenciaram na pele grandes crises, como a de 1929 e 2008, aprendam com elas e se tornem muito mais racionais, incorporando as lições que aprenderam sob inúmeras dificuldades. Com o passar do tempo, novas pessoas começam a entrar no mercado financeiro, ansiosas para ganhar muito dinheiro e, devido à exuberância do mercado, não estudam o passado, acham que “dessa vez é diferente” e simplesmente não dão ouvidos ou se esquecem dos aprendizados das crises anteriores. Quando isso acontece, os resultados não são os melhores.

As lições de 2020 não devem ficar apenas no papel e serem esquecidas após alguns meses, ou até que tenhamos um outro ano atípico.

Reflita sobre sua trajetória. Pergunte-se quais grandes aprendizados você pode tirar de tudo o que viveu e como eles afetaram, e irão afetar, suas ações daqui para frente. Isso pode fazer toda diferença.

Ver Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Allan Costa
(41) 99878-5055
contato@allancosta.com