Segurança da dados em um mundo Hiperconectado

 / 03.03.2020

Você já parou para pensar na segurança das informações que deixa no mundo digital? Seu nome, CPF, email, número do celular, número do cartão, localização… Estamos tão acostumados a navegar com tanta fluidez pelo mundo online que poucas vezes nos damos conta do número gigantesco de informações que disponibilizamos.

Na semana passada, ocorreu a RSA Conference em San Francisco, um dos eventos mais importantes do mundo na área de Cibersegurança. E os números são impressionantes. Hoje, mais de 5 bilhões de pessoas possuem acesso à internet. Ela é um dos grandes exemplos de tecnologias exponenciais da história. Passamos de aproximadamente 1 milhão de usuários no início dos anos 90, para 5 bilhões em 2019. A internet trouxe diversas transformações e crescimento para pessoas do mundo inteiro. Permitiu o nascimento de negócios disruptivos e deu acesso e empoderamento a pessoas antes “isoladas”.

Todo esse aumento no uso da internet, impulsionado pela democratização dos smartphones, das redes sociais e das plataformas, gerou também um aumento exponencial no número de dados gerados no mundo online. Nosso email virou praticamente a nossa identidade digital. Depois, passamos também a inserir nesse mundo o número do nosso cartão de crédito, para efetuar compras online. Começamos também a compartilhar a nossa localização, nossos interesses e fotos.

Pense por um segundo… Quantas informações você já disponibilizou online? Você, alguma vez, já se perguntou para onde vão esses dados? Quais medidas de segurança as empresas utilizam para proteger as suas informações?

O aumento de usuários e, por consequência, de dados online, aumentou também os riscos envolvidos nessa história toda. Os problemas relacionados à falta de segurança dos dados é também um big deal para as empresas. Preste atenção neste dado: Segundo estimativas, os gastos mundiais relacionados a cibersegurança chegarão a quase 134 bilhões de dólares em 2022.

Apenas na metade de 2019, vazamentos e ataques cibernéticos expuseram 4.1 bilhões de dados online. Em média, apenas 5% das pastas de arquivos de empresas são protegidos de forma adequada no mundo virtual. Em 2019, 540 milhões de arquivos com dados de usuários do Facebook foram comprometidos.

E você pode imaginar que essa preocupação com dados dos clientes é restrita a grandes empresas, com muitos dados disponíveis e que recebem ataques cibernéticos diários. Na verdade, 43% das empresas que sofrem com ataques cibernéticos e vazamento de dados são pequenos negócios. Desses pequenos negócios que sofrem ataques cibernéticos, 60% acabam fechando em até 6 meses após os ataques. Você percebe o quão grave é isso? Negócios inteiros estão sendo fechados por causa desses ataques. Muitas vezes, um simples certificado SSL ou versões atualizadas de ferramentas seriam suficientes para evitar investidas desse tipo.

O mercado de cibersegurança cresceu 30 vezes entre 2003 e 2018. E esse crescimento deve se manter nos próximos anos. Pense comigo: ainda existem bilhões de pessoas sem acesso à internet no mundo inteiro. Diversos países apenas começaram a sua inserção no mundo digital. Aí está um cenário com diversas oportunidades de negócios e riscos de segurança virtual. Além disso, com o avanço da Internet das Coisas, quando praticamente tudo terá conectividade, desde os nossos eletrodomésticos até as nossas roupas, imagine quão drástico poderia ser um ataque em massa a carros autônomos. Teremos que aprender a lidar com esse tipo de questão. E a hora de começar é agora.

Como você tem cuidado dos seus dados no mundo digital? Como a sua empresa lida com os dados dos seus clientes? Não são perguntas para o futuro. Acredite, essas não são perguntas para o presente!!!

 

Ver Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Allan Costa
(41) 99878-5055
contato@allancosta.com