4 Modelos Mentais para melhorar o seu processo decisório

 / 17.11.2021

Em um artigo anterior apresentei o conceito de Modelos Mentais. Relembrando: Modelos Mentais são padrões que nos guiam na forma como entendemos o mundo. Naquela ocasião, defendi que aprender estes padrões de pensamento é fundamental para que tenhamos uma espécie de caixa de ferramentas mental. Quanto mais ferramentas tivermos, mais possibilidades temos para resolver diversos problemas e desafios.

Pensando nisso, trouxe hoje quatro Modelos Mentais que me ajudam demais no meu processo decisório. Lembrando que esses são apenas modelos, guias, não fórmulas ou regras.

1) O Mapa não é o Território

O mapa da realidade não é realidade. Mesmo os melhores mapas são imperfeitos. Isso porque eles são reduções do que representam. É importante ter isso em mente enquanto pensamos nos problemas e tomamos decisões melhores. Assim, fórmulas, boas práticas, metodologias e todo o resto devem ser guias. Eles são mapas. Mas o território em si pode trazer caminhos diferentes e precisamos ter adaptabilidade suficiente para mudarmos de caminho, seguindo o território, e não o mapa, se necessário.

2) Círculo de Competências

Quando o ego, e não a competência, dirige aquilo que criamos, desenvolvemos grandes pontos cegos. Já mencionei em diversos artigos o quão danoso o ego pode ser. Se você realmente sabe no que é bom, você sabe exatamente o seu diferencial. Da mesma forma, quando você sabe no que você não é bom, você tem clareza quanto  às suas vulnerabilidades e pode buscar pessoas complementares e tomar decisões melhores.

3) Pensamento de First-Principles

Entender os princípios mais básicos daquilo que queremos masterizar é fundamental. Em um mundo cheio de promessas vazias e métodos milagrosos, voltar ao básico e aos princípios fundamentais daquilo que queremos entender é um grande diferencial. Uma forma de fazer isso é ler as obras clássicas sobre aquela temática ou buscar referências que estão naquele mercado há décadas, que já se provaram no tempo. Entender os princípios fundamentais nos ajuda, também, a separar o que é sinal daquilo que é ruído.

4. Navalha de Occam

A Navalha de Occam defende que as explicações mais simples são mais prováveis de serem verdadeiras do que as complicadas. Ao invés de tentar criar cenários complexos, você pode tomar decisões melhores baseado em princípios mais claros e simples. Este modelo mental está diretamente ligado ao modelo anterior. Entendendo os princípios fundamentais você pode ter respostas mais simples – não simplistas – baseadas naquilo que realmente importa para resolver determinados problemas.

Ver Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Allan Costa
(41) 99878-5055
contato@allancosta.com