2020 ainda não acabou

 / 22.09.2020

Escolhas importantes, se feitas de uma hora para outra, podem ser perigosas. Por isso, é bom considerarmos a reta final de 2020 como um tempo de reflexão e preparação, independentemente do que estiver nos aguardando à frente

É, 2020 é um ano do qual sempre nos lembraremos. Não há como nos  esquecermos dos dias em que o mundo virou de cabeça para baixo. Fomos dormir preocupados com coisas como agenda de viagens do ano e metas para o semestre,  e acordamos  com a obrigação de repensar nossas carreiras e nossos negócios.

Apesar de termos a sensação de que tivemos um ano que valeu por uma década, precisamos ter em mente que 2020 não acabou.

Ainda há muitas incertezas sobre uma vacina para o novo coronavírus, sobre quando poderemos voltar às nossas rotinas completamente, e sobre o fim da crise econômica. Mas nem por isso, devemos adotar uma postura passiva.

Circunstâncias desconhecidas embaralham as cartas do jogo. Pode ser assustador, porém, muito oportuno.

Conversando com empresários de todo Brasil, tenho sentido diversas emoções diferentes nesse cenário desafiador. Alguns enxergam diversas chances de empreender algo único. Outros, já dão 2020 como um período perdido.

Muitos gestores não querem correr riscos ainda esse ano e isso é totalmente compreensível. A poeira ainda não baixou e estamos tateando os próximos passos. Mesmo assim, acredito que a reta final de 2020 pode servir como uma grande balizadora, para empresas e carreiras, que definirá os próximos anos.

Então, meu conselho é: aceite que estamos vivendo um momento de extrema incerteza, e arrume a casa. O final do ano pode ser ótimo para retomar o controle das finanças do negócio e voltar ao azul.

Em seguida, comece a mapear oportunidades. Ninguém sabe como as coisas estarão em 2021. E quem demorar para se mexer, será engolido, seja por novas crises, seja por concorrentes. Por isso é tão urgente começar a projetar, mesmo que um pouco no escuro, os próximos passos.

É bem provável que o planejamento acabe mudando, talvez de forma drástica, daqui a alguns meses. Estados Unidos e Europa já vêm sofrendo com novas ondas de casos do novo coronavírus. O mesmo pode acontecer em outras regiões. Por isso é importante que os planos sejam mais flexíveis.

Precisamos estar preparados. Não temos controle sobre o que vai acontecer. Mas temos poder sobre nossas decisões dentro de nossas empresas e sobre o modo como iremos nos portar diante dos diferentes cenários.

Escolhas importantes, se feitas de uma hora para outra, podem ser perigosas. Por isso, é bom considerarmos a reta final de 2020 como um tempo de reflexão e preparação, independentemente do que estiver nos aguardando à frente.

Ver Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Allan Costa
(41) 99878-5055
contato@allancosta.com