Por que o equilíbrio entre a vida pessoal e a profissional é um mito

 / 07.07.2020

Ainda me causa certa estranheza quando ouço alguém comentar algo como “Como você separa vida pessoal e vida profissional?”. Muitas pessoas continuam tentando levar duas vidas diferentes, como se fossem metades independentes.

Um dos motivos é que todos nós já tivemos pelo menos uma experiência em que uma grande conquista na carreira exigiu que uma ou mais áreas da vida fossem sacrificadas. Vivemos com uma sensação de que o trabalho toma todo o nosso dia. E, muitas vezes, no final do dia, há a frustração, já que não sobra tempo para fazermos o que gostamos ou estar com quem queremos.

Para solucionar isso, não adianta tratar trabalho e vida pessoal como excludentes. Esse pensamento nos coloca no meio de um cabo de guerra onde sempre nos sentiremos em dívida com um lado ou com outro, independente das circunstâncias. Além disso, o sucesso sempre exigiu e sempre exigirá sacrifício. Se fosse fácil, todo mundo o alcançaria.

O que precisamos mudar é a maneira de olharmos para a nossa vida. Talvez, devêssemos desistir de tentarmos alcançar algum tipo de equilíbrio perfeito. O que nos falta é buscarmos mais satisfação.

Pense: você está gastando o seu tempo do jeito que quer?

Nem sempre trabalhar com dedicação é algo negativo. Para mim, estar engajado e comprometido com o meu trabalho me dá energia para investir em relações pessoais e a me sentir bem com meus amigos e familiares.

Avalie o que é fundamental para você e pense se está gastando seu tempo de acordo com o que você considera importante. E essa não é uma agenda fechada. É uma análise que você terá que fazer todos os dias. Pode ser que, hoje, você prefira perder o jantar com os filhos e se concentrar até tarde no trabalho para se dedicar a um projeto. Mas amanhã, é possível que você escolha encerrar o expediente antes para passar mais tempo com a família.

E, embora não seja possível fazer uma separação artificial entre o trabalho e a vida pessoal, faz sentido estabelecer limites para proteger as coisas importantes com as quais você quer gastar seu tempo.

Você resolveu levar o treino a sério? Então torne esses momentos uma parte inegociável do seu dia e estruture a semana com isso em mente.

Defina suas prioridades e permita que elas orientem suas decisões e sua rotina. E lembre-se que a vida está sujeita a fases, muitas vezes ditadas por eventos fora do nosso controle.

Estamos sempre em um malabarismo interminável. Então, não se culpe se a programação falhar ou se uma área da sua vida, por um tempo, exigir mais tempo e energia. Isso só demonstra uma coisa: você é humano.

Perceba os aprendizados que acontecem em cada aspecto da sua vida e permita que haja uma troca entre eles, para que exista crescimento no todo.

Esse é o verdadeiro equilíbrio.

Ver Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Allan Costa
(41) 99878-5055
contato@allancosta.com