Marketing das Antigas

 / 04.06.2015

“…esqueça a sofisticação dos livros de negócios e a complexidade dos sistemas informatizados e concentre-se naquilo que é importante de verdade: o seu cliente.”

Muito se fala sobre Marketing, mas na prática, muitas vezes é difícil para o empresário saber por onde começar.

Como a maior parte dos conteúdos e temas sobre gestão com os quais temos contato atualmente, o marketing está cercado de mitos e verdades, e, principalmente, aparece muitas vezes envolto em uma aura de complexidade, envelopado por termos e expressões em inglês que não ajudam em nada a compreensão.

Então, para tentar dar uma visão prática, objetiva e tão simples quanto possível sobre o tema, eu sugiro que você assista à história da Marcearia Paraopeba. Você pode fazê-lo no youtube, no endereço http://lnk.nu/youtube.com/27to.

O vídeo conta a história de uma mercaria na pequena Paraopeba, no interior de Minas Gerais, que tem como “segredo” o simples fato de que faz negócio à moda antiga.

Possivelmente, você se recorda de histórias que podem ter se passado com você ou com pessoas do seu relacionamento, em que uma tia ou avó costumava ir todos os dias a uma mesma padaria; lá chegando, era recebida com um sorriso pelo dono, que a chamava pelo nome e perguntava se ela queria “o de sempre”; novos produtos eram testados de graça por essa tia ou avó, que se encantava cada vez que recebia de graça um pedaço de um novo sabor de bolo ou torta, apenas para que ela “provasse”; no final, uma cadernetinha, que muitas vezes passava de pai para filho, dava conta de anotar o valor devido para, ao final do mês, fazer o acerto, zerar a conta, e começar tudo de novo no mês seguinte.

Pois é… a isso, também damos o nome de CRM (Customer Relationship Management). A esta seqüência de eventos, também podemos chamar de princípios de marketing e relacionamento com o consumidor com o intuito de assegurar sua fidelização e incrementos constantes no ticket médio de venda. Ou, de forma mais simples, podemos apenas definir tudo isso como “fazer negócios à moda antiga”.

Quando tentamos traduzir esses conceitos para a realidade de micro e pequenas empresas, não é raro que o empreendedor se assuste imaginando que aquele monte de expressão complicada, até é bonito e interessante, mas que adotar uma cultura de relacionamento com o cliente, que permita aproximação e intimidade visando sempre colocar o cliente em primeiro lugar, é algo inacessível a um pequeno negócio, porque custa muito dinheiro e é demasiadamente complicado.

Se esse for o seu caso, pense de novo.

Se para a Mercearia Paraopeba é possível desenvolver um modelo de relacionamento efetivo com o cliente que em vários aspectos é até superior àquele adotado por grandes empresas do ponto de vista da sua efetividade, eu tenho certeza que para a sua empresa também é possível. Basta fazer como o “Roninho”: esqueça a sofisticação dos livros de negócios e a complexidade dos sistemas informatizados e concentre-se naquilo que é importante de verdade: o seu cliente.

Ver Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Allan Costa
(41) 99878-5055
contato@allancosta.com