Investimento Anjo: princípios para quem quer captar

 / 08.09.2022

Há algumas semanas escrevi um artigo intitulado “Investimento Anjo: Princípios e Dicas Práticas para quem quer começar”. Nele, eu falava do ponto de vista de um profissional que quer começar a atuar como investidor anjo. Hoje, gostaria de inverter os papéis: princípios para quem quer captar investimento anjo.

Antes de tudo, é necessário definir o que significa investimento anjo.

Esta é uma modalidade de investimento, geralmente feita por pessoas físicas, em empresas ainda nascentes e com grande potencial de crescimento. É um tipo de investimento de alto risco.

Uma porcentagem pequena das startups acaba sendo bem sucedida. Contudo, um investimento que dê certo acaba pagando outros nove que dêem errado, retornando dezenas, centenas, ou até milhares de vezes em alguns anos.

Quais os princípios para captar um investimento anjo? Eu os divido em 3 grandes categorias: time, cisão, e mercado. Vamos analisar cada um deles.

Um time pode não ter a visão correta e talvez ainda não tenha acertado o seu mercado, mas um grande time será sempre um grande time. Um conjunto de profissionais talentosos é como uma força da natureza. Passe um bom tempo pensando não apenas nas habilidades de cada membro do seu time de fundadores, mas também em como contar esta história.

Como vocês se conheceram? O que cada um tem de especial? Como vocês resolvem conflitos? Esse tipo de informação faz toda diferença para um investidor anjo, pois neste estágio de uma startup, a aposta é praticamente inteira no time.

Outra informação importante a ser construída é a visão.

Não é necessário ter uma visão exatamente clara de onde você quer chegar, já que é comum startups mudarem de rumo ao longo do tempo. Contudo, mostrar ao potencial investidor que você tem ambição e quer construir algo grande é imprescindível.

Essa visão deve ser contagiante, pragmática e ao mesmo tempo apaixonada por aquilo que você busca construir. Mas atenção: nós, investidores, já estamos vacinados contra aqueles discursinhos prontos, bonitos e muitas vezes vazio, que falam que o propósito da startup é “mudar o mundo”. Vá além do clichê e coloque autenticidade na sua comunicação.

Por fim, investidores gostam também de ver que você possui conhecimento sobre o mercado no qual está apostando.

Não é necessário ser um super especialista, mas mostrar que você entende do mercado, competidores, grandes oportunidades, audiência, e potencial de crescimento mostra confiança ao investidor.

Monte um time poderoso e saiba como contar sua história, “venda” sua visão de futuro e demonstre expertise no seu mercado alvo. Desta forma, você transmitirá muito mais confiança aos potenciais investidores. É também importante lembrar que você provavelmente irá ouvir cem vezes mais “nãos” do que “sims”. Mas isso não importa. Siga em frente e continue melhorando seu discurso.

Ver Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Allan Costa
(41) 99878-5055
contato@allancosta.com